O corpo exige descanso, muitas vezes,. Ele é tão inteligente que nos diz o nosso corpo através de sintomas muito evidentes de que algo não está certo. Os avisos são claros: falta de sono, ordem círculos, nervosismo, descansando a necessidade de mais sono menos, com humor, indigestão, falta de concentração, aumento da ansiedade, erros de trabalho freqüentes, relutância e tristeza. Sinais luminosos são de que nossos corpos e nossas mentes nos colocou à frente por isso sabemos que precisamos de um descanso.

Passamos por períodos de alta demanda e, literalmente,, nosso corpo e mente estão no limite. Conscientes do nosso estado, temos de considerar a possibilidade de descansar. Dificilmente podemos fugir da rotina, mas não é uma opção, é uma necessidade, nosso corpo envia, quer relaxar.

Este é o lugar onde diferentes alternativas aparecem para atender essa necessidade: turismo de aventura em um país com a montanha, estragar a nieve; turismo cultural na Europa o em um país com história, turismo de saúde , turismo rural em alguma estadia longe , ou mais escolhidos de entre todos: turismo excessos.

“Turismo excessos compreende submeter uma pessoa a diferentes estímulos físicos e emocionais que quebram os limites de uma vida saudável e equilibrada.”

ev_inclusive5

Estamos determinados a levar a nossa ruptura hipotética, por exemplo, em alguma praia do Caribe. Comece a viagem quando nos damos conta de que o horário de partida da aeronave é, por vezes, de madrugada, e temos de estar no aeroporto pelo menos 3 horas antes. É uma longa noite depois de um dia agitado de embalagem e papéis, se tiver sorte com passaportes e vistos. Em seguida, migração no setor aeroportuário, submeter nosso corpo cansado e mente estressada para um processo de avaliação em que não sei se vamos ou não sair do país até que o avião não decola, conosco em. Em destino junta-se ao manuseio de bagagens (esperemos que não perdeu), Alfândega e imigração. Chegamos expectante e ansioso, sem ter dormido ou comido corretamente. Não muito tempo para ir, apenas um ônibus que vai levar algumas horas para nos levar para o aeroporto para o hotel.

Finalmente no hotel, ter perdido um dia para a viagem, nós entrar em iguarias culinárias Brilhando por sua variedade. Grandes bandejas de comida permanentemente quente no buffet esperamos que o 24 hora. O limite pode ingerir comida que é dada pelo volume do nosso estômago quando forçar o máximo apenas para experimentar todas as entradas, Todos os pratos quentes e sobremesas, tudo ao mesmo tempo, como se fuese sempre, nossa última refeição. Com relação às bebidas com esses corantes preponderar, misturado com álcool são muitas vezes os mais deliciosos, bem não é o mais saudável; refrigerantes e sucos artificiais.

andorinhas

Uma vez inflado que piñata em um aniversário, saiu para aproveitar o dia e caminhou lentamente em direção à praia até encontrar uma cadeira que irá sustentar o nosso corpo cansado, estressado e inchado agora. À medida que o sol nos dá plena função metabólica em crise e os raios ultravioletas prejudiciais secar nossa pele; torna-se evidente quando eram vermelhos como tomate e quando usar analgésicos para aliviar a dor de nosso corpo queimado.

Estudos mostram que a maior parte excessos turistas, concluir as suas férias com problemas gastrointestinais, funções hepática , metabólica e renais, defesas baixas no sistema imunológico, pele seca e queimada e, claro, vários quilos de excesso de produto da má alimentação e sedentarismo.

Finalmente realizar em torno de. Finalizar del Hotel, viagem para o aeroporto, migração, viagens de avião e voltar para repetir o ciclo no nosso país, imigração, costumes e as transferências para a nossa casa.

Nossos excessos de férias reembolsado talvez mais cansado e estressado no primeiro, um corpo muito pobre e mente um pouco confusa.

Qual é a parte do nosso corpo não escuta? Que parte não entendeu?

 

Pin It on Pinterest