Sábado 14 Julho 2007. Jornal La Nación.Según um relatório de Datamonitor reproduzido por Reuters, this setor de alimentos processados ​​é uma das indústrias mais importantes em os EUA, onde o mercado doméstico de alimentos processados ​​e embalados chegou a US $ 429.000 milhão (preços de varejo) em 2006.

Também, O relatório observou que o trabalho é para continuar o crescimento sustentado que a demanda por esses alimentos continuam otimistas.

Neste contexto, maturidade do mercado incentiva os fabricantes a vender diretamente aos restaurantes e empresas de varejo.

Posição

No ranking dos processados, o setor mais importante da indústria de alimentos norte-americana é de laticínios, um sector que produz 22,8% ganhos e representa EUA $ 98.000 milhões para a economia local.

Outro 12,9% é gerado por produtos de padaria e cereais e 11,5% alimentos refrigerados vem.

Outros setores importantes são carne, peixes e aves, bem como alimentos congelados e produtos de confeitaria.

De acordo com este relatório, consumidores ricos em dinheiro, mas com tempo limitado são os alimentos processados ​​e preparados mais exigentes em os EUA, onde grande parte da despesa alimentar é dada em refeições preparadas fora de casa.

Entre os aspectos que influenciaram a consolidação da indústria de processamento, incluem o fato de que os consumidores modernos não têm tempo para preparar refeições que adquirem como muitos processado; o boom de OGM (organismos geneticamente modificados, que os Estados Unidos são o maior produtor), permitindo uma maior produção a preços muito mais baixos; a tendência para uma alimentação saudável e de boa qualidade e para a consolidação e concentração de grandes empresas de fornecimento de alimentos.

A lista de empresas líderes nesta área incluem Unilever, Archer Daniels Midland Company, Kraft Foods, Tyson Foods y Bunge. Estas empresas, e outros em seu campo, introduziram produtos mais saudáveis ​​em resposta aos problemas de demanda do consumidor e obesidade.

Finalmente, grupos preocupados com a saúde e essas empresas têm formado parcerias para ajudar grupos de crianças em programas para melhorar a saúde ea nutrição, uma decisão que deve aumentar a percepção do público de empresas.

Usando transgênico

Também, progresso rumo a uma dieta mais saudável, como a redução do consumo de gorduras trans (gorduras atualmente separadamente especificado na lista de ingredientes) tem incentivado o uso de suplementos geneticamente modificados.

Culturas geneticamente modificadas também aumentam a produtividade por hectare e, assim, reduzir o custo da matéria-prima para alimentos processados, com o que estão se tornando mais generalizada.

Tradução por Maria Elena Rey

Ligação corto: http://www.lanacion.com.ar/925340

Pin It on Pinterest